terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Maçonaria e Maçons

Muitos de vós perguntam e questionam o que é a Maçonaria? O que é um Maçom?

Nós respondemos: Dizem-se os filhos da Luz e pretendem transformar homens bons em Homens melhores sobre os três pilares da Liberdade, Igualdade e Fraternidade.
Transportam consigo a ciência do traço, o número, a regra no maior dos segredos, rectos como fio-de-prumo transmitem a Luz. Quando partem, no Céu são as estrelas que iluminam na Terra os seus Irmãos, transmitindo-lhes força para continuarem fiéis aos seus ancestrais princípios. A cinzel, deixaram as suas marcas nas mais magníficas catedrais góticas da Idade Média que o mundo conhece. Com o esquadro e compasso estabeleceram planos, traçaram desenhos, calcularam e realizaram o Templo de Salomão.

Senhores da Espada Flamejante, do Triângulo, do Fogo, da Água, do Ar, do Delta Luminoso, do Sol e da Lua nos seus Templos unem a terra com o céu, entre estes símbolos trocam os segredos e entre eles colocam os frutos da sua união, a bela, sã e perfeita Romã e formam a Cadeia de União que gera energia e eleva o espírito. Diz a lenda, que com folhas de Acácia, símbolo da imortalidade, cobriram o túmulo do Mestre Hiram, o Príncipe dos Arquitectos, que no silêncio escutava o vento do deserto que lhe devolvia respostas.

Procuram a verdade universal, defendem a liberdade e os direitos humanos, a intimidade e convicções pessoais, solidários com os desfavorecidos querem a fraternidade entre os homens, tolerantes, de isenção política e religiosa, em democracia anseiam a paz entre os povos, defendem a natureza e o universo, buscam o aperfeiçoamento individual na construção do seu próprio templo interior.
Amados e odiados, temidos e cobiçados, os maçons desde sempre foram perseguidos, e desde sempre resistiram às maiores atrocidades cometidas contra si, perpetuando no tempo a sábia espiritualidade e das colunas dos seus Templos irradiaram a Luz dos seus valores para Mundo.

Autor: Júlio Verne

2 comentários:

NuNo_R disse...

Gostei de ler esta Prancha.
Simples e bastante acessível a profanos,pois aborda na generalidade a simbologia da Arte Real.


abraços profanos

Raúl Mesquita disse...

Raúl Mesquita disse...
O poder ditatorial teme sempre o que lhe escapa ao controlo... Raúl Mesquita.

Sábado, 28 Novembro, 2009