terça-feira, 21 de maio de 2013

Poema - A Cor das Acácias


A Cor das Acácias

Hoje escrevo-te sobre um pano de linho, 

para que entres em cada ponto que vou bordando 
e me ensines a Cor das Acácias. 

Bordei o amor a fios de prata 
e um beijo agarrado ao meu peito. 
Bordei a saudade como uma ave perdida
no início do Inverno. 

Mas quando chegas... 
Teus dedos são como anjos no meus cabelos
E toda a Luz entra na alvura do meu pano.

Autor: Ba 

Sem comentários: